Blog

Home/Administração | Finanças/O que você precisa saber antes de expandir seu negócio para a web

O que você precisa saber antes de expandir seu negócio para a web

Se você é um empresário de sucesso, que possui lojas físicas e está querendo expandir seu negócio, mas ainda não sabe como, este post foi feito para você! Um mercado que não para de crescer e que recebe bem qualquer tipo de segmento é a web. Investir em uma loja virtual é extremamente rentável, pois os custos são menores e a visibilidade muito maior. Se você gostou da ideia de ter uma e-commerce, fique por dentro de tudo o que você precisa saber sobre os impostos antes de expandir seu negócio para a web lendo o texto abaixo!

Entenda a tributação no e-commerce de mercadorias

Em um e-commerce, assim como em algumas lojas fisicas, as empresas são divididas em duas categorias com tributações diferentes. A primeira é aquela onde há revenda é de produtos adquiridos de terceiros; enquanto na segunda, as lojas virtuais são um canal de vendas do próprio fabricante. Existe também aquelas em que as vendas são o mix das duas – revenda de mercadorias/produtos de terceiros e fabricação própria. Nas lojas online da primeira categoria, o imposto depende do fato de o comprador (pessoa física ou jurídica) ser ou não contribuinte do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias). Caso ele o seja, a alíquota cobrada é a interestadual. Caso contrário, incide o ICMS adotado no estado em que a loja virtual foi aberta (e não a do estado onde o comprador se encontra). Haverá também a incisão de ICMS substituto sobre as vendas (quando for o caso), o COFINS e PIS sobre o faturamento da loja, o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido, a serem calculados sobre o resultado operacional do negócio. Já para as empresas da segunda categoria, isto é, que vendem produtos fabricados por elas mesmas, assim como para importadores de mercadorias, além de todos os impostos já citados, incidirá também o IPI – Imposto Sobre Produtos Industrializados, é claro que existe alguns produtos que de acordo com a legislação do momento pode ter incentivos e ser isento do referido imposto.

Recomendamos para você:  Preciso de Contador? Saiba porque sua empresa precisa de um

Saiba como funciona a tributação no e-commerce de serviços

Nas lojas virtuais onde há venda de prestação de serviços, incidirão sobre o valor dos trabalhos prestados o Imposto sobre Serviços (ISS), COFINS, PIS, além do IRPJ e CSLL sobre o resultado operacional. Em alguns tipos de prestação de serviços, será necessário fazer também a retenção na fonte do ISS, COFINS, PIS, CSLL e IRPJ. Para saber se este é seu caso, procure ajuda de um profissional.

Conte com o apoio de um contador

Mesmo que você esteja por dentro de toda a tributação obrigatória para abrir sua loja virtual, é importante que você conte com o apoio de um contador para se certificar do funcionamento pleno das atividades comerciais de seu empreendimento. Ele também será extremamente valioso na análise do regime tributário em que a empresa se enquadra, dizendo qual é o melhor regime para seu tipo de negócio, além de ser o profissional que acompanha as mudanças da legislação. Como dito anteriormente, adentrar o mercado virtual é muito lucrativo, desde que sejam observadas as normas que regulamentam este cenário. Com a ajuda de uma boa empresa de contabilidade, você não corre riscos de ser multado e pode se beneficiar de todas as vantagens que um comércio global oferece. Ficou com alguma dúvida? Ou quer compartilhar seus conhecimentos sobre o assunto? Escreva para a gente utilizando o campo abaixo!

Written by

Contadora, pós graduada em Marketing com especialização em Gestão de Projetos. É sócia proprietária da Capital Social Contabilidade e Gestão. Website: www.capitalsocial.cnt.br