Blog

Home/Impostos | Tributos/Contratação de funcionários: como começar com o pé direito

Contratação de funcionários: como começar com o pé direito

A hora de montar a primeira equipe costuma ser um momento crítico para muitos empreendedores. São muitas as preocupações: se os novos funcionários serão capacitados o suficiente, se têm experiência e se o perfil combina com os valores da empresa, entre outras.

Muitas delas até podem ser levantadas com um bom processo seletivo. Mas há também outras questões, de ordem mais técnica e que podem garantir que a empresa não tenha problemas trabalhistas no futuro. Vamos conferir algumas delas?

1. Impostos trabalhistas

Uma simples anotação na Carteira de Trabalho do funcionário pode ser suficiente. É o momento em que o empresário e o contador já verificaram que encargos incidirão sobre a nova contratação.

Alguns impostos recebem atenção especial, como INSS e IRPF, que são descontados da remuneração bruta, retidos pela empresa, e repassados aos órgãos competentes. Já o FGTS (em alíquota de 8% sobre a remuneração bruta) deve ser depositado todo mês pela empresa em uma conta específica aberta em nome do empregado. A empresa ainda assume o INSS patronal e tributos do chamado Sistema S (SESI, SENAI), além da contribuição para o risco acidentes de trabalho (RAT).

2. Benefícios específicos

Algumas categorias de trabalhadores que possuem direitos e benefícios específicos. Jornalistas, por exemplo, costumam ter turnos de no máximo 5 horas, salvo acordos sindicais específicos em alguns estados do país.

Portanto, fique atento e procure se informar sobre benefícios relativos à função do profissional que está sendo contratado. A ajuda de um bom contador e de um advogado podem ser fundamentais nessa fase de contratação.

Recomendamos para você:  Planejamento tributário: como fazer o da sua empresa

No geral, a jornada máxima de trabalho é de 8 horas diárias (44h semanais). Os funcionários têm direito a intervalo de descanso no meio da jornada e o período entre um dia e outro de trabalho deve ser de no mínimo 11 horas. Claro, há ainda as férias anuais e 13º salário.

3. Além dos direitos

Formalizar um contrato e cuidar do período de experiência (de no máximo 90 dias) são outros cuidados.

Mas reter talentos dentro da empresa costuma exigir um esforço que vai além dos direitos trabalhistas e se refere a atitudes e comportamentos dos empregadores. Veja alguns deles:

Valorize e dê feedback

Seu novo funcionário parece satisfeito? É sinal de que você contratou a pessoa certa! Agora a tarefa de mantê-lo motivado é com você também: demonstre vontade em recompensar o bom desempenho – e não apenas com bônus ou aumento.

Compartilhe seu conhecimento, ofereça planos de saúde e, quando estiver infeliz com alguma atitude, diga isso diretamente, sugerindo ao colaborador sugestões para que a situação seja solucionada e que não volte a se repetir.

Em vez de gerar constrangimento, sua boa atitude deve demonstrar respeito e desejo de acompanhar o crescimento profissional da equipe.

Seja transparente

Avalie o desempenho com regras claras. Assim, todos irão saber as razões pelas quais alguém está recebendo mais ou menos bônus, por que alguém mereceu aumento e quais as chances de receber aquela promoção.

Recomendamos para você:  Conheça as vantagens e desvantagens do Lucro Presumido e do Lucro Real

Aumentam as chances de os membros da equipe quererem repetir as ações premiadas. Transparência também é importante para que o funcionário não se sinta injustiçado e vá procurar valorização na concorrência (ou na justiça do trabalho).

Cuide do ambiente de trabalho

Aproveite que sua empresa ainda não é uma gigante, que você pode encontrar (ao menos periodicamente) com toda a equipe e reconhece as pessoas pelo nome.

Aproxime-se dos funcionários, garanta que eles se sintam parte importante da empresa e que eles consigam se enxergar no futuro que você projeta para seu negócio. Seja você o exemplo de colaborador ideal que sua empresa merece!
Que outros cuidados você toma ao contratar funcionários? Compartilhe com a gente nas redes sociais!

 

 

Written by

Leandro Oliveira é contabilista e economista formado pela PUCSP. Especialista em Finanças e Projetos Six Sigma, possui mais de 17 anos de experiência nas áreas de Finanças e Contabilidade.