Blog

Home/Administração | Finanças/8 motivos para contratar um contador para sua empresa

8 motivos para contratar um contador para sua empresa

A figura do contador por um bom tempo esteve atrelada a de um profissional que calculava e emitia guias de impostos a serem pagos pelas empresas, embora este sempre entregasse mais. Dentro desta visão, os honorários pagos pelos seus serviços sempre eram tidos como um “mal necessário”, algo meramente para cumprir as obrigações do governo.

Mas o mundo mudou, a competição dos mercados se acirraram, a informação tem sido um ativo valioso, e os empresários vem redescobrindo o verdadeiro valor deste profissional dando valor as suas entregas.

Realmente, o Contador é um grande parceiro do empreendedor, e é claro, continua tendo que cumprir as obrigações acessórias do governo, que se multiplicaram após o SPED, mas as informações que são geradas, são essenciais e ajudam na sobrevivência e crescimentos dos negócios.

Saiba o que o seu Contador e a Escrituração Contábil pode fazer para sua empresa e como gerar valor com essas informações no seu negócio.

1. Realizar a escrituração contábil possibilita distribuir lucros isentos

O lucro distribuído aos sócios desde que apurado pela escrita contábil é isento de impostos sobre a renda do sócio, o IRPF. Sem a escrituração contábil, o valor isento fica limitado pela presunção de lucro conforme o artigo 15, da Lei nº 9.249.

E isso vale para todas as empresas do Lucro Presumido, do Simples Nacional e o MEI, isso mesmo, o MEI caso transfira o lucro para a pessoa física, esse rendimento será isento de IR caso ele tenha a escrituração contábil de suas operações. Veja essa questão no Perguntão 169 da Receita Federal.

Recomendamos para você:  O que é Scrum e como ele pode tornar sua empresa mais eficiente

Ocorre que nem todos os empresários solicitam a escrituração contábil, e isso afeta muito a forma como se declara o Imposto de Renda na Pessoa Física, fazendo corretamente os valores recebidos a título de lucro irão figurar no informe de rendimentos do sócio.

2. Ter os demonstrativos contábeis facilita a obtenção de crédito

Com o passar do tempo os Bancos se adaptaram à falta de informações contábeis das PME’s, é comum eles solicitarem dos seus correntistas PJ uma declaração de faturamento.

Como essa informação é bastante limitada, a disponibilidade de crédito nem sempre é satisfatória e supre a necessidade das empresas.

Agora, o empresário entregando os demonstrativos contábeis ao Banco, este poderá ter duas visões adicionais sobre o negócio facilitando o crédito, a primeira é a visão de organização do aspecto financeiro, uma vez que, como nem todo mundo entrega a informação a sua empresa entregando se destacará entre as demais, e a outra é a visão sobre o seu negócio, aquelas que estão nos relatórios e que poderão dar visibilidade sobre o seu risco de crédito.

Isso com certeza trará como benefício uma disponibilidade de crédito coerente com as suas necessidades e possivelmente uma taxa de juros menor, já que o banco poderá precificar o risco de emprestar a sua empresa.

3. Os demonstrativos são essenciais para participar de licitações

A Lei 8.666/93 exige das empresas participantes de licitações públicas uma qualificação econômico financeira comprovada contabilmente.

Para isso, os editais de licitação, solicitam a entrega dos demonstrativos contábeis pela empresa, tais como o Balanço Patrimonial e Demonstrativo de Resultado do Exercício. Com esta informação são calculados índices financeiros comprovando a solvência e capacidade financeira da empresa.

Se você entende que existe uma oportunidade de vender para o Governo, ter um contador é essencial a você.

Recomendamos para você:  Estratégia: Saiba porque não basta executar com perfeição

4. Ter um contador possibilita melhor controle financeiro e mais foco no negócio

É fato de que a contabilidade não substitui o controle financeiro de fluxo de caixa, pelo contrário os dois são complementares.

Ter a escrituração contábil possibilitará ao empresário analisar as principais informações do seu negócio, como a sua Capacidade de Endividamento, o Capital de Giro, a Participação de Capital de Terceiro e se há Impostos a Recuperar, e isso ajudará a entender as situações vividas no caixa da empresa e no cotidiano.

Além disso é possível controlar se algo passou desapercebido pelo controle financeiro, como uma conta que deveria ser paga e não foi.

A contabilidade facilitará o trabalho de projeção financeira, e a realização do orçamento empresarial, já que para olhar o futuro é importante analisar e entender o que já se passou bem como inferir sobre a capacidade da empresa de gerar lucros.

5. Quer saber o valor da empresa, o primeiro passo é possuir um balanço patrimonial

Existem três formas difundidas de como analisar o valor de uma empresa, são elas o Fluxo de Caixa Descontado, os Múltiplos de EBTIDA e o valor Patrimonial.

Nas três formas são utilizadas as informações contábeis da empresa, conforme abaixo;

Fluxo de Caixa Descontado: Nele são projetados os valores dos caixas futuros, a projeção para fazer sentido precisa ter respaldo nos dados passados, ou seja, na base contábil da empresa.

Múltiplos de EBTIDA: É importante calcular o EBTIDA através da contabilidade, e necessário verificar a consistência dele ao longo dos últimos anos.

Valor Patrimonial: Aqui a aplicação da contabilidade é bem direta, já que o valor da empresa é aquele reconhecido na contabilidade.

6. Economize com impostos, realize seu planejamento tributário

Não tem jeito, a melhor forma de fazer um planejamento tributário é ter como base os dados gerados na contabilidade e tendo o apoio de um contador.

Com o seu conhecimento e experiência, esse profissional poderá ter visibilidade das implicações tributárias na mudança de enquadramento e na forma de apuração dos impostos.

Recomendamos para você:  Dicas para sua empresa apurar o inventário sem erros

Saiba mais sobre a diferença de enquadramentos no artigo, Qual a diferença entre Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real? e baixe o Ebook: Planejamento Tributário ao Alcance de Todos.

7. A Contabilidade como prova judicial e proteção aos sócios

Manter os registros contábeis de forma regular pode facilitar e resolver diversas questões judiciais, esses registros são considerados uma importante prova judicial e podem evitar muita dor de cabeça dos sócios.

Ele também servirá para processo de litigio entre os sócios, nas dissoluções e na extinção da Pessoa Jurídica.

8. Contador, o profissional de gestão mais próximo do empreendedor

Por fim, o Contador é um grande parceiro do negócio, tenho certeza que todos os profissionais da área não medirão esforços para contribuir com o crescimento da empresa, uma vez que este em certa medida por ser atrelado as informações estratégicas que são geradas na contabilidade.

A ciência contábil é uma ciência gerencial, nascida da necessidade dos empresários por registros comerciais, atualmente o profissional da área, com a sua experiência e vivência é uma fonte importante de Consultoria Empresarial.

E você é parceiro do seu contador? Os pontos acima são apenas alguns em que o seu contador poderá ajudar, como os desafios do dia a dia são muitos, tenho certeza que existem outras formas de contribuir com o seu negócio… então lembre-se seja parceiro, tenha um contador e faça a contabilidade de sua empresa.

Written by

Leandro Oliveira é contabilista e economista formado pela PUCSP. Especialista em Finanças e Projetos Six Sigma, possui mais de 17 anos de experiência nas áreas de Finanças e Contabilidade.

  • João Roberto

    Muito bom texto, realmente o contador é muito importante!

  • capital

    Olá João, espero que tenha gostado do texto. Abraços