Salão de Beleza – 6 Dicas de Gestão que vão fazer a diferença na sua lucratividade

BlackFriday Logo
BlackFriday – Como preparar sua empresa para vender mais
novembro 7, 2017
BITCOINS – Posso aceitar no meu negócio como meio de pagamento?
novembro 22, 2017
Exibir tudo

Salão de Beleza – 6 Dicas de Gestão que vão fazer a diferença na sua lucratividade

salao-de-beleza

salao-de-beleza

Nenhum negócio é tão promissor no país quanto um Salão de Beleza. Afinal quando a economia vai bem, as pessoas se cuidam mais, e quando a economia não vai tão bem, as pessoas também não deixam de se cuidar, e ir ao salão pode significar uma elevação da alto estima.

Porém, nos últimos anos diversas empresárias perceberam isso, tanto que em 2012 eram somente 155 mil salões em todo o Brasil e agora eles já ultrapassam 600 mil!

Toda essa competição e concorrência exige dos empreendedores uma atenção especial na gestão e cuidados de finanças. Negligenciar isso pode decretar o fim do seu negócio.

Então, para ajudar nestes desafios, seguem 6 dicas bem focadas no seu negócio que poderão fazer toda a diferença.

1- Transforme Despesas Fixas em Variáveis

As despesas fixas são os gastos que você realiza e precisa mantê-los mesmo que não existam vendas.

Isso inclui, portanto, as contas de luz, água, telefone, aluguel, funcionários, prestadores de serviços, sistemas, decoração do salão, etc. Quando a despesa é fixa, em momentos de poucas vendas, elas pesam mais para manter o salão e reduzem a sua lucratividade.

O ideal é que você transforme tudo isso em variável, tendo mais ou menos gastos de acordo com as vendas do salão.

Sabemos que o maior gasto de um salão de beleza são com os profissionais, portanto, avalie bem a forma de contratá-los. Existem alternativas que vão ajudar a diminuir o tamanho destas despesas fixas e mostrarei a seguir:

a- Avalie outras formas de contratação

A reforma trabalhista em vigor trouxe inovações em dois tipos de contratos: o contrato de trabalho intermitente e o contrato de trabalho por tempo parcial.

Esses dois contratos de trabalho ajudam o empresário a alocar o profissional nos dias e horas que o salão mais necessita. Afinal, de forma geral o movimento de quinta a domingo é bem diferente dos outros dias da semana.

Recomendamos para você:  Quais são os tipos de metodologias para avaliação de empresas?

Outra forma recorrente, é a parceria entre o Salão e o Profissional de Beleza, fazendo o pagamento por via de uma Comissão ou de um Rateio como é conhecido.

Isso é reconhecido na legislação através da Lei do Salão Parceiro, veja neste artigo como implantar a parceria no seu salão de beleza.

Outra questão importante é que à partir de 2018, o seu valor de imposto na parceria vai cair, já que a legislação permitirá reconhecer como receita somente a parte que ficou para o salão. Fique atenta a este tema junto a seu contador.

b- Determine o Rateio/Comissão de forma adequada

O principal desafio de um empreendedor do ramo de beleza que contrate profissionais via parceria é, definir o valor da comissão/rateio que será paga.

Se o valor não for atrativo não se segura o profissional, já se o valor for bem elevado, poderá reduzir muito o seu lucro e prejudicar o investimento no salão de beleza.

Não existe um percentual mágico para o rateio. Para determinar um número adequado, é importante conhecer a margem do salão e suas finanças. Em média o rateio em São Paulo fica em torno de 50%, mas isso pode variar de acordo com o local, o ponto, os clientes e ainda quem oferece os produtos que serão utilizados no serviço executado.

2- Conheça o custo do serviço para determinar seu preço

Sabemos que os preços de mercado giram em torno de um valor e que é difícil se cobrar muito mais, ou menos do que os dos concorrentes. Mas o grande erro das empresárias neste setor é não conhecer os seus custos unitários por serviço.

Aqui não adianta somente incluir o rateio com o profissional. Você deve considerar também os impostos e principalmente os produtos utilizados.

Aqui a dica adicional é: verificar o quanto se utiliza para cada serviço. Não adianta fazer os cálculos de quanto um frasco custa, pois muitos serviços utilizam somente uma parte do produto.

Fazendo isso, ficará mais claro o quanto sobra para o salão pagar suas despesas, após estes custos. Se for pouco, tente reduzir os custos ou ainda aumentar o preço. Sabemos que é difícil mexer nos preços, mas muitas vezes essa é a solução para não ficar no prejuízo.

Recomendamos para você:  6 conselhos financeiros para o empreendedor que busca o sucesso

a- Conhecer os custos auxilia nas promoções

É muito comum os salões fazerem promoções para receber um fluxo de novas clientes, e poder acionar a base de clientes antigas.

Ao se conhecer o custo, ficará mais fácil determinar quais devem ser os serviços utilizados na promoção. Lembre-se que se você fizer promoção de um serviço que te dê prejuízo, esse prejuízo será ainda maior.

Para salões que se utilizam do método do rateio, uma forma de promoção muito utilizada é dar desconto nos serviços que levem menos produtos e mais mão-de-obra, assim, você divide o custo da ação com o profissional que pode até ganhar mais com o aumento dos serviços.

3- Gestão de Estoque e falta de controle de produtos

Ao falar no custo, é impossível não falar dos produtos que são utilizados. O controle de estoque também é essencial, pois estoque deve ser entendido como dinheiro parado no salão.

E nada pior para se perder dinheiro do que a falta de controle que pode te levar a ter produtos vencidos, produtos parados e sem utilização.

Aqui a dica é: organização. Faça o seu inventário de forma rotineira e conheça quanto itens você tem à disposição.

Reduzir o número de itens e de fornecedores te ajudará a ter um custo menor, já que adquirir mais de um determinado fornecedor contribuirá na negociação de preço, além de evitar ter produtos parados.

Outra dica é movimento o estoque. Ao se ter produto parado na prateleira, faça promoção de serviços que utilizem esses produtos.

4- Cuide da Agenda dos Clientes

Agendamento em salão de beleza

O agendamento correto com as clientes, te ajudará a se preparar com antecedência para as atividades que irá realizar.

Tem uma característica no setor de serviços que as empresárias de um salão de beleza de sucesso conhecem bem. A perecibilidade, ou seja, é impossível armazenar ou estocar um serviço. Se ele não acontecer no momento certo, ele não será realizado.

Recomendamos para você:  Os 10 mandamentos da boa contabilidade para as empresas

Os que mais sofrem com o famoso “bolo” na agenda são os salões mais novos que ainda não possuem uma carteira de clientes fieis, ou ainda aqueles em Shoppings que são utilizados pelas pessoas que passam por ele.

É muito comum uma cliente marcar um serviço e atrasar ou ainda não vir. Controle esse tipo de situação e tenha indicadores. Saiba quantas clientes deixaram de cumprir suas agendas ou chegaram atrasadas.

Sabendo disso, você saberá se deve investir em avisos por SMS ou Whatsapp, ou ainda uma ligação de confirmação. Essa medida parece simples, mas pode fazer a diferença dependendo do caso.

5- A empresária deve se considerar nas despesas

É bastante comum existir uma falsa impressão que o salão vai bem financeiramente por não pagar determinadas despesas. Quer um exemplo? O aluguel do salão quando ele é próprio.

Nas situações em que o salão é em um imóvel próprio, considere a despesa do aluguel como uma saída do caixa. Afinal, se não houvesse o negócio no imóvel, você empresária estaria tendo um rendimento de aluguel, não é mesmo?!

Outra despesas é o seu pró-labore ou rateio, principalmente quando a empresária também é uma das profissionais de beleza do salão e atua nele.

Incluindo esse tipo de despesa no seu caixa, ao final da apuração de receitas e despesas você terá um número muito melhor para saber se está tendo sucesso ou não em seu negócio!

6- Tenha um contador parceiro

Essa é uma dica comum quando falamos aos empresários. Saber escolher o seu contador e procurar um que seja parceiro do seu negócio é um excelente diferencial!

O contador é um profissional importante na burocracia de impostos e obrigações no Brasil, mas ter um que entenda as dificuldades de empreender e que ajude sinceramente o empresário, irá contribuir para que o seu negócio tenha sucesso! Pense nisso. 🤔

E você, tem alguma dica de gestão adicional para o setor de beleza? Escreva ele nos comentários e compartilhe esse artigo para atingir a outras empresárias do ramo. 😉

Até a próxima!

Regina Fernandes
Regina Fernandes

Contadora, pós graduada em Marketing com especialização em Gestão de Projetos. É sócia proprietária da Capital Social Contabilidade e Gestão. Website: www.capitalsocial.cnt.br