OKR – O que é, como usar e ajudar os resultados e metas na sua Empresa

mei-ou-me
Sua empresa cresceu? Saiba como mudar de MEI para ME
outubro 9, 2017
Franqueabilidade do Negócio
Franqueabilidade do Negócio – Quiz
outubro 12, 2017
Exibir tudo

OKR – O que é, como usar e ajudar os resultados e metas na sua Empresa

okrs

okrs

Existem diversas metodologias de planejamento estratégico utilizadas pelas empresas brasileiras que procuram ser eficientes. Mas nenhuma delas é tão eficiente e aderente à cultura empresarial como o OKR.

O OKR ainda é desconhecido por muitas empresas e pouco utilizada no Brasil. A metodologia cresceu e se desenvolveu nas corporações de alto crescimento do Vale do Silício.

Algumas das que a utilizam, são simplesmente: Google, Intel, Twitter e Linkedin, mas se engana quem acha que é uma metodologia nova. Pelo contrário, ela foi criada na década de 70.

O grande benefício da OKR é tirar a subjetividade do planejamento através de metas alinhadas e mensuráveis, mantendo-a totalmente paralela aos objetivos da empresa.

Vamos saber um pouco mais sobre o OKR? Continue lendo o texto. 😉

1 – O que é OKR

OKR - Objective & Key-Results

O OKR é o acrônimo em inglês de Objectives and Key Results, ou no português claro Objetivos e Resultados Chaves.

Trata-se de um método para estabelecer metas à partir da estratégia da empresa, que sejam mensuráveis e dinâmicas e que sejam definidas e construídas pela equipe de trabalho.

O ideal é que essas metas sejam criadas a partir do método SMART, que gera resultados ainda mais efetivos pelo alinhamento que proporciona.

O foco desse método, diferente dos demais, é o resultado e não a tarefa, até por isso que seus resultados geralmente são satisfatórios. Mas vale lembrar que o ideal é atingir uma meta relevante, ou seja, uma meta que seja de fato importante para a empresa no momento em que ela está atravessando.

Agora você deve estar pensando: “como então, esse método gera esse alcance todo?”

Para isso, a OKR tem ciclos curtos de feedback, análise e definição. Normalmente o ciclo completo tem três meses, ao contrário de alguns que possuem ciclo de 1 ano e por isso não respondem a dinâmica atual do mercado.

E quando se fala em dinâmica atual do mercado, fica uma dúvida se esse método é somente modinha das empresas de internet e startups, ou se podem ser utilizadas em PME’s no Brasil.

Recomendamos para você:  Curva de Valor: Saiba como definir sua estratégia e se diferenciar da concorrência (garantido)

Bem, para responder a isso basta observar o histórico. Ela foi criada na década de 70 e embora tenha se popularizado no Google, começou a ser utilizada quando ainda se tinha somente 40 funcionários e hoje, com 60 mil colaboradores ao redor do mundo, continua sendo a forma de fazer planejamento da empresa.

E não foi só o gigante Google que adotou a OKR, temos no mercado internacional a sua utilização por: Twitter, Linkedin, Dropbox, GoPro, Coursera e Eventbrite. Já no mercado interno contamos com Nubank, VivaReal, Locaweb, ContaAzul, Moip e Runrun.it.

Conhecendo algumas das empresas que utilizam essa metodologia ágil e objetiva, resta-nos saber os…

2 – Exemplos de OKRs

Fica bem mais fácil visualizar do que se trata quando observamos um exemplo prático. E o fato é que alguns ficam inclusive espantados pela simplicidade da metodologia. Veremos à seguir:

Imagine uma empresa que tenha o objetivo de Encantar Clientes. Ela poderia definir assim seu OKR da seguinte maneira:

Objetivo – Encantar Clientes

Key Resultados:

  • Bater a média de 3 visitas por semana por usuário ativo na base
  • Alcançar um Net Promoter Score de 90%
  • Ter um tráfego em nosso site de 80%
  • Garantir que 75% dos usuários devam possuir o perfil completo.

Fácil e simples não é mesmo?! Agora veremos um outro exemplo, onde uma empresa de software cria como objetivo Melhorar a Experiência dos seus Usuários.

Objetivo – Melhorar a Experiência do Usuário

Key Resultados:

  • Alcançar um NPS de 75%
  • Manter a taxa de bugs abaixo de 5%
  • Entregar 3 novos relatórios
  • Corrigir bugs em até 1 dia
  • Lançar o novo Dashboard

Bem, embora esses exemplos sejam ligados a clientes e usuários, é possível criar para qualquer área da empresa. Basta ter métricas e o que se deseja resolver.

Veja outros 15 outros exemplos de OKRs neste link.

3 – Benefícios em se utilizar o OKR na Empresa

Benefícios de usar o OKR na empresa

O OKR é realmente um método muito simples, comparada a outros métodos, esse aspecto a destaca. Talvez essa característica seja a principal e a que desencadeia uma série de outros benefícios que veremos mais adiante.

Por ser simples, ela pode ser trabalhada em ciclos curtos. Enquanto um planejamento tradicional tem prazo de feedback, análise e definição de 1 ano, os ciclos de OKRs possuem ciclos de 3 meses.

Recomendamos para você:  Como escolher um escritório de contabilidade pós SPED

Leia Também: Planejamento Estratégico para PMEs: Conheça 7 benefícios que fazem total sentido em sua empresa

Além disso o feedback é semanal. Isso ajuda a corrigir o rumo além de facilitar mudanças e provocar muita agilidade na equipe de trabalho. É um processo altamente dinâmico, que envolve toda a equipe.

Embora os objetivos sejam globais, as métricas de resultados são definidas junto com o time, isso traz clareza e direcionamento, aumentando assim, a possibilidade de sucesso.

Mas para isso ocorrer, é importante ter um número menor de metas, para que realmente direcione e aumente o foco das equipes de trabalho no que realmente interessa.

Isso tudo estimula os times de alta performance, criando uma cadência nos resultados e provocando novas formas de pensar da empresa. Vai ficar claro para os colaboradores o que eles estão fazendo para atingir os resultados da organização.

Com todos esses benefícios, imagino que a sua dúvida agora deva ser: como implementar, certo?

4 – Como implementar o OKR

A primeira questão que você deve verificar antes de implementar o OKR é ter indicadores para medir e construir as metas. Se você não tem em sua empresa, é melhor repensar e avaliar o melhor momento de implementar.

As metas funcionam melhor quando possuem indicadores e melhor ainda se eles forem numéricos. Isso porque é necessário ter como mexer no ponteiro do indicador.

Outra questão é a Cultura da Empresa, deve-se ter um interesse real da gestão e dos colaboradores em definir e acompanhar as metas na empresa. Por isso é importante um trabalho da gestão neste sentido.

Assim, você deverá deixar claro para o colaborador a utilidade do método, e como será realizado todo o acompanhamento.

É importante não criar desconfortos, por isso vá com calma, construa um caminho com seus colaboradores não assustando e implementando com sucesso.

Outro ponto é que precisa ter um direcionamento dos objetivos da empresa, pois as metas construídas devem estar adequadas as suas diretrizes. O ideal é que os objetivos sejam compartilhados, tendo uma definição de pelo menos 60% deles pelo profissional.

Para registrar as metas é simples, uma planilha de Excel é mais do que suficiente. Baixe um exemplo aqui.

Recomendamos para você:  Como atrair investidores para seus Negócios: Um autodiagnóstico para Startups

Lembre-se que menos é mais, portanto não tenha mais do que 5 objetivos e faça reportes constantes para equipe. Idealmente esses reportes devem ser semanais.

Pensando em facilitar a vida dos nossos leitores, estamos disponibilizando para download uma planilha de OKR, clique no botão abaixo e baixe!

Botão para download de planilha OKR

5 – Resultados Esperados com a Implementação de OKR

Seguindo os passos até aqui detalhados, é muito possível que você colha excelentes resultados da adoção do OKR.

Espera-se que após essa etapa, os Colaboradores tenham uma visão mais clara do que está sendo executado e os passos para que a empresa alcance os objetivos.

Isso vai de encontro com uma pesquisa realizada pela Leadership IQ com 400 empresas que demonstra que somente 15% dos funcionários acreditam que seu trabalho contribui de forma efetiva. Com OKR esse percentual é bem maior.

Além disso, você terá Colaboradores mais engajados no que é mais importante a ser realizado e focados na entrega.

Os efeitos na Cultura Organizacional serão visíveis tornando a empresa mais competitiva no mercado.

6 – Erros comuns na adoção das OKRs

Como não errar o alvo

Se você não conseguiu perceber os resultados após a adoção do OKR pode ser que tenha cometido algum deslize na sua construção.

Vamos conhecer os principais erros que as empresas cometem:

  • Usar os OKR como forma de definir uma lista de tarefas dos colaboradores
  • Criar Objetivos demais a serem atingidos
  • Não alinhar e ou construir as metas com a equipe de trabalho
  • Não promover o acompanhamento em prazos regulares e conhecidos

Conclusão

O OKR é método muito eficiente para o planejamento estratégico, definição e acompanhamento de metas das empresas. Eles podem ser utilizados por quaisquer empresas do mercado, sejam elas grandes ou pequenas.

A grande vantagem de utiliza-la é poder definir metas alinhadas e dinâmicas para o crescimento de sua empresa. Existem muitos cases de sucesso, e o fato de ser simples facilita a sua adoção.

Ela provocará realmente uma mudança Cultural na Empresa privilegiando uma cultura de performance e agilidade. Se você quer crescer rapidamente, indicamos seriamente que adote o método.

Você tem alguma experiência com o OKR ou está passou a cogitar a possibilidade de implantá-lo na sua empresa? Conta pra gente! Adoraremos saber.

Até a próxima! 😉

Leandro Oliveira
Leandro Oliveira
Leandro Oliveira é contabilista e economista formado pela PUCSP. Especialista em Finanças e Projetos Six Sigma, possui mais de 17 anos de experiência nas áreas de Finanças e Contabilidade.